sábado, 16 de julho de 2011

Quem sabe… um dia

As pessoas procuram-se umas as outras
Para compartilharem suas vivências
Sentimentos sem se importar pelo espaço imenso que há entre elas
Pessoas carentes abrem coração
A alma na busca incansável de uma palavra amiga, um carinho, uma atenção
Amigos??? (penso sobre isso)
O que quer dizer?
Não me refiro ao que o dicionário diz
Mas ao que o nosso coração diz sobre o assunto
Pode-se gostar de uma mulher solteira de uma casada?
Uma por outra que vive distante, ou mesmo que nem conhece pessoalmente
Podemos sim nos apaixonar, enamorar
Ligar com grossos laços de afecto a qualquer pessoa
Próxima ou distante, amarrada ou livre
Com quem tenhamos um relacionamento pessoal ou não.
O que dizer?
Podemos julgar?
A verdade é que hoje esse ambiente ferve aquecido pela falta de afecto
Pela falta de companheirismo
Pela falta de amizade.
Eu estou a sonhar, a sonhar em voz alta
Estou a procura da parte do meu coração que se perdeu
Aconteceu, tu apareceste e me encantaste
Coisa do destino… Amizade?
Podes alcançar a minha alma
Eu te farei perder o controlo
Eu serei o teu sol à noite
Sempre estou à tua disposição
Basta um toque da tua mão
Para mandar uma mensagem
Essa e a vantagem de ter um amigo (.com)
Amar assim e muito bom
Numa noite virtual
Nesse lugar magico… (teu leito)
Que partilhas sem pensar, sem imaginar
O amor, sorrateiro
Chegou para ficar
Descobriu-nos…
Trouxe-nos tentações
Libertou-nos…
Trouxe novas emoções
Sussurros no ouvido, palavras cálidas
Afloram-se os desejos
Surgem tentações, toques de prazer
Sensações maravilhosas
As resistências cedem, o corpo deseja
A temperatura sobe, os pêlos eriçam
Os nervos se concentram, os músculos retesam
Os pensamentos vagueiam, cai em vertigem
Cresce em mim uma ansiedade, uma vontade louca
De voar nas estrelas, empurrado pelo vento
Viajar num sonho, feito de realidade
É… quem sabe… um dia nós nos encontramos

3 comentários:

luiza_ helena disse...

lindo, adorei, penso que as pessoas, vivem, nesses sonhos, a procura de um pouco da felicidade... que por vez esta perdida no tempo no espaço...da propria vida

Isabel cristina vieira bastos disse...

Não me canso de ler esse poema, é como se...
Quem sabe um dia...
bjkas carinhosas

Maria D. disse...

Sim... um dia... quem sabe...