domingo, 29 de junho de 2008

Adormecer com a LUA...


Caminhando pela estrada
Eu vou olhando o pôr do sol
Vejo pegadas
Mas não sei de quem serão...
Minhas???
Tuas???
Eu sei, eu sei...
Tudo faz com que eu lembre de ti
As folhas caem mortas como eu.
Quando eu olho para o céu
Procuro te encontrar
Mas não sei onde está...
Eu quero ver o teu brilhar
Lua triste (chorona)
Eu quero ver o teu sorrir
Leva-me contigo mostra-me onde estás
É que um dia eu sei que...
Quero-te de qualquer jeito;
Digo isso na solidão do meu quarto...
Quero adormecer contigo

2 comentários:

ana bárbara santo antonio disse...

este blogue fascina-me... como pode alguém sentir assim a sensibilidade de um animal tão misterioso como o lobo... dá-me vontade de sair pelas florestas procurando-o... como se ele chama-se por mim... qual tágide ou Artemis fugindo de Apolo...
belo...belo...belo...
musa

Angellina disse...

Noite sem Lua
Parceira eterna de meus atos
Companheira sombria dos fatos
senhora calada, fria e nua.
Com teus braços frios a me levar,
Vaguei a procura de outro alguém
De lado a lado, de bar em bar
sozinho comigo e mais ninguém.
Foi num sonho que pude te ver
Senhora envolta nas brumas andava
Chamei por teu nome mesmo sem saber que te conhecia, já te amava...Foram passados tempos, meses ou dias ... Sempre te procurando nas noites frias
me aprisionando no teu amor
feito de sonhos, frio e dor.
Onde estás Lua que eu quero dormir contigo...