sexta-feira, 27 de fevereiro de 2009

O pecado


Naquele dia acordou com a vontade de querer estar com alguém que à muito vem despertando a sua curiosidade. Sabe que um curto passo seu é o suficiente para que ele a aceite e se "derreta" a seus pés, sim porque ele espera o seu sinal a muito tempo mas...
O pecado acelera o batimento cardíaco daquela que se sente pecadora, o medo a domina, a vontade de correr de quem provoca este sentimento nela é maior que o desejo de ceder ao pecado, por medo. Mas o pecado e o medo são bons, pecar escondido é excitante.
... imaginei-a nos meus braços embalada... peguei na rosa que lhe enfeitava o cabelo e tirei as pétalas uma a uma e as fiz passar por entre os seios e descer suavemente pela barriga, gelou de excitação com os círculos em volta do umbigo. Segurando-a pela cintura, e com a outra mão acariciei lentamente as costas.
Os seus lábios, juntamente com meus dentes e minha língua começam a procurar pelo fruto, carnoso que dá vontade de devorar. No pescoço, os lábios sugando e mordendo... mas sabem muito bem que ainda não chegaram ao destino. O mesmo eu faço na orelha, alternando com mordidas carinhosas.
Entretanto as mãos acariciam a minha nuca, por entre os cabelos e, vai suspirando como se fosse o último sopro do dia.
A lua cheia e as estrelas nos iluminando o destino traçado daquela noite de pecado.
A minha busca continua... minha boca e minhas mãos procuram nas suas costas e no seu ombro.
Seu sangue fica quente, eu... suo frio, ela... nervosa por pecar. Calafrios de prazer tomam conta do meu corpo. A luz da lua ilumina seu corpo brilhante.
As mãos dela passeiam suavemente pelos meus braços e mãos... enquanto os meus lábios, dentes e língua procuram os seus seios, tornando os mamilos nervosos... empinando-se e implorando para serem devorados, mas pacientemente e sem pressa eu acariciava os seios como quem acaricia uma obra de arte.
A viagem pelo corpo continua, enquanto minhas mãos seguram forte as suas, o vento quente sopra, já prevendo o que estava para acontecer. O som do vento batendo nas folhas e o suspense no ar deixam a procura pelo fruto ainda mais excitante. Uma vez mais as mãos acariciam seu umbigo. Os lábios descem beijando a barriga e de novo as mãos passam pelos seios, pescoço, orelhas, boca e costas. Enquanto suas mãos já dominam o fruto por inteiro, eu beijo devoradamente os ombros que tantas vezes me deixaram com vontade de o fazer.
O vento, quente e misterioso, bate em nossos corpos famintos e meus lábios descem pelo seu corpo. De frente para mim, já caída pelo chão, está fervendo de excitação e, quando eu beijo sua boca, minha língua sente toda a voracidade da dela, e meus lábios possuídos percebem que o meu desejo é de possuir e...
o pecado é não querer pecar.

6 comentários:

Saphira disse...

...quando eu beijo sua boca, minha língua sente toda a voracidade da dele, e meus lábios possuídos percebem que o meu desejo é de possuir e...
o pecado é não querer pecar.

Belo texto (assim...quero pecar)

Saphira disse...

Deliro ao teu mais leve toque,
E meus olhos refletem o desejo dos teus.
A vontade de ter você é enorme,
Anseio tua boca, tua língua, tua posse...
Azougue percorre meu corpo,
Queimando minha derme,
Incendiado minha libido,


Há! Tua língua no meu ouvido...
Roubando-me a razão, decência, a prudência.
Roupas não cabem mais...
Minha pele arde e pede o frescor da brisa,
E os carinhos de tua mão atrevida...
Minha nudez te enlouquece
Nossos corpos aquecidos se buscam
Na ânsia de um desejo reprimido, omitido...
Porém a muito sentido.
Trêmula eu te espero... Te quero!


Pois então vêem e me envolve no teu fascínio
Me faz delirar de tesão,
Me ame de todas formas,
Vêem sem demora,me devora,
Hoje, sempre, agora...
Eu estou em tuas mãos
Vêem e aplaca o fogo dessa paixão.

Anónimo disse...

Como sempre excelente escrita,saudades dos teus textos
kem serei eu???

Emy disse...

27 de Fevereiro, é sempre um dia mto importante para mim, é o meu dia de anos.... em relação ao texto, não tenho palavras neste momento ...... parabéns e continue desse lado a mostrar grandes pérolas.

Maria disse...

Sempre muito sensual... verdade!!!
Por vezes o pecado, leva-nos a loucuras nunca imaginadas!! mas se amar desta maneira é pecado!!... entao eu quero e nao me importo de pecar...

heart_dreamer disse...

adorei...muito sensual